top of page
  • Patrícia Schlindwein Sperotto

Previsão de recorde para a safra mineira de cana-de-açúcar

Minas Gerais tem previsão de produzir 72 milhões de toneladas de cana-de-açúcar na safra 2023/2024, de acordo com a Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais – SIAMIG. A perspectiva foi anunciada na Abertura da Safra Mineira de Açúcar e Etanol, realizada na sexta-feira (28/04), na Fazenda Santa Vitória, em Uberaba, na região do Triângulo Mineiro.

O presidente da SIAMIG, Mário Campos Filho, destacou que o volume de produção de cana-de-açúcar em 2023/2024 deve ser o maior da história de Minas Gerais, superando em 6% o registrado na safra passada “A expectativa é ultrapassar a marca de 72 milhões de toneladas. Quanto ao açúcar, é provável que consigamos chegar bem perto do recorde de produção em Minas, cerca de 4,7/4,8 milhões de toneladas de açúcar e voltaremos a produzir acima de 3 bilhões de litros de etanol, uma produção considerável para o estado”, afirmou.

A abertura contou com a participação do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira. Durante o evento, o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, anunciou a proposta de aumento do teor de etanol na gasolina, passando de 27,5% para 30%. De acordo com ele, será criado um grupo de trabalho dentro do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) para discussão da medida. “Este aumento deverá ser de maneira gradual, com previsibilidade e transparência. Vamos fazer essa avaliação técnica junto com a indústria automotiva e o setor produtivo de etanol para dar segurança aos consumidores”, afirmou. O setor sucroenergético é uma das mais importantes cadeias produtivas do agronegócio mineiro, com 36 usinas em produção, 108 municípios produtores de cana-de-açúcar e geração de cerca de 167 mil empregos diretos e indiretos. Texto: Juliana Fidelis, de Uberaba Fonte: http: //www.sistemafaemg.org.br/

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page