top of page
  • Foto do escritorJornalista Adriana Dias

A Wattohms é potência e resistência há 27 anos

Senta que lá vem história. Há 27 anos nascia a Wattohms, uma empresa voltada ao setor de telecomunicações, mas, que ao longo do tempo vem mudando o seu escopo com atendimento também para a área Energia Solar Fotovoltaica. E, afinal de contas, o que é Wattohms? O proprietário e criador da empresa, o passense Eduardo Antonio Lemos conta que é a junção das palavras watt (potência) e ohms (resistência) e é desta maneira que segue no mercado: resistindo com potência.


Eduardo lembra que o empreendedorismo está nas suas veias. “Eu cursava Economia e trabalhava em Ribeirão Preto, quando um amigo que atuava em Santa Rita do Sapucaí, berço do setor de telecomunicações me convidou para montar um negócio em Passos. Larguei tudo e, sem um centavo, sem lugar, resolvi acreditar. Meus pais emprestaram a garagem da casa, eu tinha algumas ferramentas, uns amigos emprestaram outras. Aí, descobri que não tinha carro. O pai deste meu amigo emprestou um Fusca e entrou como sócio. Seis meses depois a sociedade se desfez e eu comprei uma Brasília em 24 parcelas. Desde então, é sempre inovando”, afirmou.


O empresário não terminou a graduação em Economia, porém, fez praticamente todos os cursos ofertados pelo Sebrae, cursou diversos outros de eletrônica, inclusive o de Furnas. Também fez Programação Neuro Linguística (PNL) e coach. Ousou empreender em outras áreas, chegando a ter quatro tipos de negócios diferentes ao mesmo tempo.


Em 2015 passou a investir na área de Energia Solar Fotovoltaica. “Acreditamos sem sombra de dúvidas que esse é o futuro do planeta: geração de energia sustentável. A Wattohms deseja contribuir e ajudar nossos clientes a terem uma real economia causando o menor impacto ao meio ambiente. O Sistema de energia solar fotovoltaico é o futuro agora. Nunca se fez tanto sentido investir em energia solar, e estamos trabalhando para oferecer a todos uma maneira descomplicada de gerar a própria energia de uma maneira limpa, sustentável a um baixo custo”, informou Eduardo.



Atualmente a Wattohms atua em centenas de cidades num raio de 400 quilômetros com 22 funcionários diretos e indiretos e tem instaladas mais de 700 usinas, dentre elas a do Sindicato dos Produtores Rurais de Passos (Sinrural). Mantém uma equipe também para o atendimento de sua primeira atuação, que são as antenas e segurança eletrônica. “O desafio é o nosso combustível. A energia solar é um ramo no qual devemos trabalhar com muito cuidado, é algo delicado. Nosso foco é a qualidade, prefiro abrir mão de fazer um negócio a fazê-lo sem qualidade. E assim estamos nestes 27 anos buscando renovar sempre, melhorar sempre para nossos clientes”, finalizou o empresário.

Primeiro carro, uma Brasília, adquirida pelo

empresário para a Wattohms

30 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page